Encontro, preservo e estudo restos de objetos ou monumentos da antiguidade.

O arqueólogo estuda as artes, os monumentos e os objetos da antiguidade, especialmente através dos restos preservados através do tempo. Analisa ossos, ferramentas, objetos de arte, construções e inclusivamente como era a paisagem para aprofundar o estudo da história do ser humano.

Entre as suas tarefas incluem-se a procura e preservação de objetos da antiguidade. O arqueólogo participa em expedições e escavações, realizando investigações minuciosas que permitam encontrar os lugares em que potencialmente se encontram objetos de épocas passadas.

Este profissional descobre, analisa e interpreta para reconstruir a história. Distribui o seu trabalho entre escavações de urgência, investigações e património e o trabalho posterior em laboratório.

Para ser arqueólogo é necessário ter o domínio de conhecimentos de diferentes áreas entre as quais se destacam a História e a Antropologia.

2.457R$
Sem experiência
Fonte:
2.570R$  - 2.682R$
De 1 a 2 anos de experiência
Fonte:
2.794R$  - 3.019R$
De 3 a 5 anos de experiência
Fonte:
3.148R$  - 4.761R$
Mais de 5 anos de experiência
Fonte:

Gostaria de saber quanto ganha um Arqueólogo noutro país?

Selecione um país

Funções e habilidades

Principais funções

Organizar expedições

Estudar objetos antigos

Investigar costumes e atividades de outras épocas

Organizar exposições e exibições de objetos

Principais habilidades

Perseverança

Curiosidade

Atenção ao detalhe

Habilidades de investigação

Esqueleto y herramientas arqueológicas
Esqueleto y herramientas arqueológicas
Fonte: Shutterstock
Niño jugando a ser arqueólogo
Niño jugando a ser arqueólogo
Fonte: Shutterstock
Arqueólogo trabajando cerca del templo mortuorio de la reina Hatshepsut
Arqueólogo trabajando cerca del templo mortuorio de la reina Hatshepsut
Fonte: Shutterstock

Trajetória profissional

Arqueólogo

  • Realizar os trabalhos próprios da profissão

Arqueólogo / doutorando

  • Trabalhar em escavações ou sítios arqueológicos
  • Fazer pesquisas
  • Escrever a tese
  • Dar aulas

Arqueólogo / doutor

  • Trabalhar em escavações ou sítios arqueológicos
  • Fazer pesquisas
  • Dar aulas como professor titular
  • Elaborar, aplicar e corrigir exames
  • Expor e apresentar em conferências papers ou pesquisas
  • Trabalhar na elaboração de seu livro
  • Fazer parte de comissões de especialistas

Necessidades de formação

Fonte: Canal de 11ytom

Mundo profissional

O profissional especializado em arqueologia costuma trabalhar em organizações públicas ou privadas.

Depois de formado poderá trabalhar no campo da docência, em pesquisa, assessoria, documentação e gestão do património e poderá desenvolver suas funções em empresas de avaliação ambiental, meios de comunicação, museus ou fundações, instituições de ensino ou órgãos do governo. Ele não trabalha apenas em escritórios, laboratórios ou arquivos; também há procura de arqueólogos para realizar o trabalho de campo, por exemplo, em escavações e sítios arqueológicos ou ainda como guias turísticos.

Condições de trabalho

  • Normalmente, devem viajar ou mudar-se
  • O trabalho requer exigência física ou emocional
  • Podem trabalhar ao ar livre
  • Podem trabalhar durante feriado, noite ou fim de semana ou fazer plantão
  • Trabalham em ambiente interno
  • Trabalham em arquivos, bibliotecas, museus, casas de leilões ou outros centros relacionados com a cultura
  • Trabalham em centros de pesquisa ou laboratórios
  • Trabalham para a Administração

Personalidades

Heinrich Schliemann

Heinrich Schliemann foi um negociante prussiano. Com 44 anos deu uma reviravolta na sua vida, deixando os negócios e começando a estudar a Antiguidade. Três anos mais tarde, obteve um doutoramento em Arqueologia. Era obcecado pelas obras de Homero. Como considerava que o autor descrevia realidades, viajou para a Grécia e Ásia para conhecer todos estes lugares. Na colina de Hisarlik encontrou, graças às sugestões de Frank Calvert, a antiga cidade de Tróia. Devido à inexperiência dos profissionais presentes, parte do achado foi destruída. Também realizou escavações em Micenas, onde, entre outros objetos, encontrou a Máscara de Agamenon. Após anos de descobertas, escavações e achados, foi enterrado, tal como ele desejava, em Atenas.

Howard Carter

Howard Carter foi um arqueólogo e egiptólogo londrino. Entrou para a história por descobrir, em 1922, a tumba de Tutankamon. Após trabalhar como pintor e Inspetor de Antiguidades no Egito, realizou sua primeira escavação em Tebas. Posteriormente, começou a trabalhar em El Valle de los Reyes. Foi lá onde fez sua maior descoberta. Foi ele quem viu, pela primeira vez em muitos anos, o sarcófago do faraó. Faleceu aos 64 anos e foi enterrado em Putney Vale, um cemitério situado na zona oeste de Londres.

John Lloyd Stephens

John Lloyd Stephens foi um diplomata e escritor norte-americano, famoso por suas descobertas sobre a civilização maia. O presidente dos Estados Unidos enviou Stephens à América Central para realizar tarefas de embaixador. Durante este período, ele escreveu dois livros com dados e detalhes muito precisos sobre a cultura maia. Nestas páginas viam-se ilustrações de grande qualidade realizadas por Frederick Catherwood. Ambos percorreram o continente visitando o México, Honduras, Guatemala e Belize e acharam e exploraram diversos templos e cidades. Graças às suas pesquisas ampliou-se o conhecimento que, até aquele momento, se tinha da civilização maia e abriram-se as portas a novos estudos mesoamericanos.

Profissões similares

Antropólogo

Estudio al Hombre a través de aspectos sociales y biológicos.

Historiador

Estudio e investigo hechos y acontecimientos ocurridos en el pasado.

Avaliações (Resumo)

Ainda não existem avaliações. Seja o primeiro.


Perguntas e respostas (1)

Fazer uma pergunta
Hola necesito opinión sobre un objeto antiguo q tengo
Perguntado por Lourdes D. em 04 Mar 2018

Tem alguma dúvida?

Pergunte aqui a outros utilizadores que tenham informações sobre esta profissão

Aviso de cookies: Usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços, para análises estatísticas e para mostrar publicidade. Ao continuar a navegar, consideramos que você aceita o uso de cookies nos termos estabelecidos na Política de cookies.